Pré-esmaltação

11:00 Gi Milanetto 38 Comments

Esse pode ser um post inútil pra maioria das meninas que costuma passar aqui, já que provavelmente vocês, assim como eu, esmaltam as unhas há anos sozinhas, e já devem ter ouvido falar desses macetes todos por aí. Mas sempre aparecem meninas novas na arte de pintar as próprias unhas, e também as meninas de fora da redoma esmaltística, que sempre ficam indignadas com o fato de eu não tirar cutículas. Aí resolvi fotografar o processo pré-esmaltação e colocá-lo num post, e também escolher alguns produtos para mãos dos quais gosto, para outra postagem. Não é exatamente um tutorial, não tem fundo branco, não é muito didático, não são fotos bonitas, é só a minha mesa multifuncional, a baguncinha de esmaltes que sempre está por lá, o origami que roubei da Dany me deu e o modo como eu faço as coisas. Comecemos então pela parte de preparação das unhas! 

1. Retirando o esmalte antigo

Eu já tentei abolir a acetona da minha vida, e usava um removedor de esmaltes da Ideal, mas ao colocar um algodão embebido em Lutex nas unhas pela primeira vez, voltei atrás nessa decisão. Lutex é uma acetona da marca 5Cinco, que remove o esmalte com muita facilidade e não deixa a unha esbranquiçada como as marcas baratinhas. Compro de tubão e uso esse frasco com pump em cima do disco de unhas pra armazená-la.


Na foto acima, meu truque atual para remover esmaltes chatos. Todo e qualquer glitter, por exemplo, é chatinho de tirar. Existem opções como a base Peel Off da Essence, que facilita arrancar a camada de esmalte das unhas, ou envolver com papel alumínio os dedos com um algodão embebido em acetona/removedor sobre cada unha. Minha mutreta deriva dessa segunda - ao invés de colocar um papel alumínio por dedo, deixo os quatro dedos nesse saquinho por uns minutos. Sai quase tudo numa puxada só!

2. Removendo imperfeições superficiais


Algumas de nós tem as unhas onduladas, outras, com estrias, e muitas, unhas amareladas, seja qual for a razão - um esmalte que manchou, não usar base, passar 99% do tempo com pigmento sobre as garras.Independentemente do problema, uma solução possível é a lixa de polimento, dica da Lu. Eu gosto desse bloquinho, com os quatro lados de mesma gramatura, bem fininho. Tem de diversas marcas, todos são iguais - mas também tem uns cuja lixa é bem mais áspera, então cuidado na escolha!


Não é legal fazer isso com muita frequência, já que desgastar a camada superficial da unha pode provocar o enfraquecimento desta - logo, pode quebrar com mais facilidade! Eu devo polir no máximo uma vez ao mês - na verdade, quando acho que já estão um pouco amareladas.


Acima, as unhas do indicador e do dedo médio já polidas, e as do anular e mindinho, ainda não. Conseguem notar o amarelinho chato?


Com todas as unhas branquinhas, o bloquinho passa a ser o amarelado da história. Eu acredito que apesar de usar base em todas as esmaltações, não tem jeito - os pigmentos dos esmaltes ficam retidos nas unhas, ainda que em pouca quantidade, devido aos vários dias do esmalte em contato conosco. Mesmo estando quase nunca sem esmalte, gosto de polir de vez em quando e saber que tá tudo bonitinho embaixo da casquinha colorida :)

3. Lixando

É a hora de dar formato pras garras. Eu uso quadradinhas há bastante tempo, mas quando comecei a fotografar unhas e num período de quebra de cantinhos, usei ovaladas. É tudo questão de gosto, já que existem unhas lindas de tudo que é formato, apesar de eu definitivamente não ser fã de stilleto!


Meu tipo de lixa preferido é esse - aquelas gordinhas, grossinhas e estampadas. Acho-as mais suaves e eficientes que as de papel.


A posição de lixamento também é pessoal - minha mão direita, lixo como na foto acima, com a esquerda fixa e a direita se mexendo. Já a esquerda, ao contrário - unhas voltadas para mim, esquerda fixa e direita se movendo. Costumo comparar e igualar o comprimento das unhas da mesma mão entre si, e também dos mesmos dedos das mãos opostas. Só tem um detalhe que não deve ser pessoal: ao lixar os cantos, sempre levo a lixa no sentido cutícula-ponta da unha, nunca ao contrário, já que me lembro de ter lido por aí que o outro sentido favorece a quebra.


Essa é uma lixa de vidro. A minha é da Mundial, comprada por aqui mesmo, há alguns anos. Nunca mais vi à venda, mas existem várias opções baratinhas vendidas através do Ebay - caso alguém queira, é só procurar por glass nail file. É a minha lixa mais suave, e gosto de usá-la na finalização, já que levaria uma vida inteira pra diminuir comprimento, por exemplo.


A primeira forma de acabamento é lixar a ponta das unhas com a ferramenta meio inclinada em relação à unha, sempre de cima para baixo, para que os perfis delas fiquem arredondados. Eis outro procedimento que já li por aí que aumenta a durabilidade do esmalte.


A segunda finalização é a retirada de rebarbas que ficam embaixo das unhas após o uso das lixas comuns. Com a pontinha, vou lixando a unha por baixo, até acabarem as rebarbinhas.

4. Cuticle Remover


Até uns meses atrás, não usava nada para remoção de cutículas, apenas cremes e ceras para mantê-las hidratadas. Por conta da indicação também da Lu, quis testar o Cuticle Remover da Nfu-Oh. Segundo ela, este é o removedor de cutículas mais suave já inventado - existem alguns de outras marcas que, de tão fortes, acabam machucando, ou devem ser usados estritamente por um minuto. A proposta de todos eles, no entanto, é a mesma: remover apenas a pele morta que habita a região, mantendo a cutícula intacta. Sem alicates, sem arrancar bifes, sem levantar pelinhas! Há algumas razões pelas quais não tiro mais as cutículas: demora muito, e só a esmaltação feita imediatamente após a retirada fica bonita, já que uns dias depois as peles começam a levantar. Além disso, depois de uns tempos mantendo-as apenas hidratadas, o dedo dói quando se faz o procedimento de remoção novamente.


O Nfu-Oh é bastante suave mesmo - logo após a aplicação, a sensação e o aspecto da pele não se alteram. O uso é simples, e eu aprendi com a Kelly, pessoalmente! HAHA :) Com o pincel, idêntico aos de esmaltes, deposita-se um tanto do líquido nas cutículas de uma mão. Eu espero secar - coisa de um minuto - e aplico novamente, para facilitar a remoção do excesso de pele.


Passo uma espátula para empurrar cutículas ao redor delas, e voilá - um monte de pelinha morta saindo magicamente, sem dor, sem sofrimento e sem bifes.


A foto acima não é muito bonita, mas é necessária ;/ Raramente tenho alguma pele levantada pelos dedos, mas quando elas aparecem, corto com o alicatinho de cutícula. É a única razão pra eu ainda manter um por perto... E imediatamente após a utilização do produto, precisa lavar as mãos muito bem lavadas! Acho que ele acaba causando uma ressecadinha na pele, então é bom passar um óleo/creme/cera na região após o uso, ou após a esmaltação completa.

5. A escovinha!


A escovinha é um passo por si só, porque ela é muito amor! Com um teco de sabonete, depois do Cuticle Remover, garante que o produto foi completamente retirado e ainda promove uma esfoliação leve na pele, algo que é sempre bem-vindo - as cerdas precisam ser bem molinhas! -, e mesmo quando não uso o Cuticle, escovo as unhas antes de qualquer esmaltação. Unhas limpas - sem resíduos de cremes, esmaltes antigos, removedores, óleos, oleosidade da própria pele - são garantia de maior durabilidade de qualquer esmalte. Lógico que isso não faz milagre em casos de vidrinhos chatos cuja durabilidade é de algumas horas, mas depois dessa dica, Colorama passou a durar uns dias em mim, sendo que a marca costumava lascar bem rápido. Esse truque, creio que aprendi no finado Esmaltes da Ana.


Unhas prontas para receberem base e esmalte! Com a cutícula em seu devido lugar e sem excesso de pele morta, o acabamento do esmalte vai ficar tão bom quanto numa mão cuja cutícula foi recém-retirada, com a vantagem de que, se devidamente hidratada, vai durar muito mais bonitinha assim do que se tivesse sido de fato removida!

6. Escolha da base


A base que tenho utilizado é o Fortalecedor 4 x 1, da Fortilon. Baratinho, e de fato minhas unhas passaram a quebrar muito menos após começar a utilizá-lo. Está no fim, mas com umas gotinhas de diluente de esmaltes, funfa perfeitamente ainda! Sempre optei por bases fortalecedoras, já que minhas unhas não são onduladas ou estriadas. É legal aproveitar pra escolher uma que também seja um tratamento do qual estejamos precisando!


A melhor base fortalecedora/de crescimento que eu conheço é a Rejuvacote, da Duri, que foi dica da Sam. Minhas unhas já andam crescendo mais rápido do que eu gostaria, então nem tenho usado, mas esse vidrinho deu mais resultados nas unhas da minha mãe - fracas, finas, quebradiças e estriadas - que a base manipulada que ela estava usando. Alguns tratamentos cosméticos acabam sendo bem eficientes, e essa base é o maior exemplo disso com o qual já me deparei.


Eu costumo aplicar tanto a base quanto a cor ligeiramente longe da cutícula, processo conhecido como "esmaltação americana". Muitas meninas aderiram por diversos motivos: é mais fácil de esmaltar quando o pincel não está descabelado e de limpar, o que acaba ressecando menos a pele ao redor das unhas, por não haver tanto esfrega-esfrega na coitada. Mas o motivo que me fez gostar de verdade do estilo foi o resultado ao longo dos dias: quando esmaltava o mais próximo possível da pele, após alguns dias já havia um vão, e o esmalte antes colado na cutícula ficava meio levantado. Na esmaltação americana, o vão aumenta mas o acabamento ainda fica perfeito. Hoje em dia, inclusive, gosto bastante daquele vãozinho perfeitamente desenhado entre a cutícula e a cor. A musa suprema do vãozinho perfeito é sem dúvidas a AmyGrace. Mas também temos muitas meninas boas por aqui: a Thaís, por exemplo, é uma das brasileira que merecem menção honrosa!


Encerrei a fotografia do processo na base porque acabou a luz natural não tem grandes novidades no modo como eu esmalto. Não sei limpar a esmaltação americana com pincel, sou fã do palitinho com algodão mesmo. Mas se alguém se interessar e pedir com jeitinho, numa próxima vez, eu fotografo!

Dois dos posts mais legais sobre preparação das unhas são os da Lu e o da Anna (sério, vale a pena usar o translate do Chrome pra entender a moça russa!). Sobre esmaltação americana, tem o tutorial da Eve. E provavelmente, muitos outros que não conheço ou dos quais não me lembrei. Particularmente, gosto muito de ler posts como esses das outras meninas, porque muitas vezes elas fazem as coisas de um jeito mais fácil que o que eu conhecia. Espero que tenham gostado do meu também!

Espia isso também!

38 comentários:

Doce Pigmento disse...

Gi adorei o post, faço 90% igual só não tenho o Nfu, uso um Amolecedor de Cutículas e empurro com a espátula de silicone. A dica da escovinha também vi no EdA (RIP, eu amava) e não fico sem, esfolia, limpa é tudo de bom!

Bjus

Nanda Cris disse...

Gostei muito do seu post, bem explicativo!
Gostei da ideia do CUTICLE REMOVER, não conhecia, vou procurar!

Uma beijoca,
Nanda Cris

Maquiada & Esmaltada
Maquiada & Esmaltada no Facebook

~Line disse...

Que beleza de post Gi! Eu tb adoro ler esse tipo de post. Conhecimento nunca eh demais. Beijao!

Gi...adorei o post e sinceramente, eu nunca acho demais lermos todas as etapas e cuidados que devemos ter em relação aos cuidados das nossas mãos!!
e ah! eu adorei a dica da base...eu n conhecia ela rsr
Bjss :)

Como você mesma disse, é sempre bom ler estes post, sempre tem algo que a gente não conhece ou até melhor do que geralmente fazemos ou usamos...
O procedimento que faço é o mesmo que o seu, só a lixa polidora que não uso, usei uma vez e enfraqueceu muito minha unha, deve ser porque ela era mais grossinha, sei lá.. rsrs
Bom, adorei tudo por aqui...
Beijos!!!

Unknown disse...

Adorei seu blog, e principalmente saber que não preciso ficar presa em tirar as cutículas, me mutilar rsrs pra deixar as minhas unhas bonitas. Obrigada pelas dicas.

Eu adoro esse tipo de post. Gosto bastante de saber o processo todo de esmaltação das meninas. E mesmo que a gente já tenha o nosso jeitinho, sempre tem alguma coisinha que podemos nos apropriar.

Adorei o post! Vejo sempre seus post pelo celular mas ele não me permite comentar...hoje tomei vergonha na cara e vim dizer que amei suas dicas! Amo com força suas esmaltações!!!!São P e r f e i t a s!!!!
Super beijo!
http://beautynailsandmakes.blogspot.com.br/

Gi Milanetto disse...

Confesso que, antes do Nfu, tinha aflição de mexer nas cutículas! Mas muita gente usa o amolecedor e gosta, é uma boa alternativa! O EdA era meu blog de esmalte preferido ;/ Mas ficam as dicas que aprendemos lá, né...

x*

Gi Milanetto disse...

Tem vários removedores além do da Nfu, acho uma alternativa muito legal! Que bom que gostou do texto!

x*

Gi Milanetto disse...

Hahaha que bom que não sou a única que gosta desse tipo de conteúdo! Obrigada! \o\
x*

Gi Milanetto disse...

Também nunca acho demais saber o que as amigas usam, Évelyn! Tem um monte de coisa que a gente não faz porque não conhece direito, né.. Que nem eu com o cuticle remover até pouco tempo!
Ambas as bases são muito joia!

x*

Gi Milanetto disse...

Logo quando resolvi começar a cuidar das unhas, poli e achei que enfraqueceu, só vim tomar coragem de fazê-lo de novo recentemente... E talvez pelo tanto de base fortalecedora que uso, não senti grandes problemas! Mas é um negócio meio arriscado, não vale correr o risco de enfraquecer tudo, né...

Obrigada pela visita!

x*

Gi Milanetto disse...

Hahaha tem muitas dicas aqui e em outros blogs sobre como não se mutilar e ficar com azunha linda! Espero que tu te anime a cuidar!

x*

Gi Milanetto disse...

Exatamente o que penso, Dine! E compartilhar conhecimento também é sempre legal, né...

Gi Milanetto disse...

Hahahah obrigada! Também vi teu comentário no Insta, fico feliz que goste das coisas daqui!
x*

Jenni disse...

Adorei esse post! Adoro aprender coisas novas, e estou em busca de ajudar a minha mãe que ao contrario das minhas unhas tem as unhas fracas e quebradiças e para ajudar tem as mãos e cuticulas mto ressecadas fazendo até casquinha preto da ponta dos dedos, mesmo com a minha ajuda. hehe Ah suas unhas são lindas!!

Gi Milanetto disse...

Rejuvacote nela! E abusa dos hidratantes de mão da Panvel! Espero que consiga ajudá-la, mamães merecem hahaha <3

Gi, amei o post, adoro esses posts de cuidados. Tb não tiro a cutícula a séculos - acho que o segredo é hidratar bastante. De vez em qdo faço uma esfoliação no banho e eventualmente uso um removedor de cutículas das Sally Hansen que é bem fraquinho (é o verde de Kiwi) e só. Não costumo lixar por cima, porque minhas são relativamente lisas e não costumam ficar amareladas - a última vez que lixei foi pra usar um cromado da Layla (faz tempo rsrsrs).
bjs

litla stúlkan disse...

Post rico.
É bom ver post sobre cuidados porque sempre tem algo novo ou diferente do que fazemos.
Eu ando bem porca com as unhas. No sentido de hidratar e cuidar.
Uso acetona mesmo e quando é pra tirar glitter passo 2 camadas de um esmalte que não vou usar mais e espero amolecer. Depois tiro com uma espátula sem fio todo o glitter de uma vez. E depois é só tirar o que ficou com acetona. É tosco, mas é assim que faço.
Se eu não fosse manter as unhas curtas, cuidaria melhor.

Kelly Cris disse...

olhaaaa, eu nunca pensei em colocar um saquinho na mão O.O
COMASSIM??? HAHAHHAHAHHAH isso vai mudar minha vida.
Eu uso um pouco do papel alumínio, mas confessoq ue fico com preguiça.
Coloco um monte de algodão nazunha e espero, mas acetona evapora e não resolve muito.
Vou na base da paciência.
Já quero testar issaê.
beijo

Jane Iris disse...

Lindo post Gi! Tb vi pelo celular e fiquei com preguiça de comentar, mas como não poderia deixar de te parabenizar, vim aqui hj de novo! Amei as dicas e sua forma de preparar as unhas. Tb tinha visto esta dica no Esmaltes da Ana, gostava muito do blog, pena que deixaram de fazê-lo. Agora, a dica do saquinho plástico é um pulo do gato!!! Valeu sua linda! Usava o papel alumínio, mas vou substituir, com certeza! Bjs

Giii, adoreeei.. esse tipo de post é ótimoo!! Sempre acrescenta algo a mais..
Tipo.. vc usa a Lutex com acetona, ou a Sem acetona?? Porque encontrei esses dois modelos diferentes
da marca 5cinco..
beijos

Post perfeito Gi! Genial a ideia do plástico. Vou tentar na próxima vez em que for tirar glitter. Parece bem mais fácil assim. :-)
Minhas unhas são marrentas. Se uso removedor ou Lutex elas "envergam" nos cantos. E são tão duras que fazem furos no bloco polidor. Mas uso sempre para arredondar os cantinhos e deixar o acabamento das pontas bem lisinho.

Bjsss, Lizzie.

Completando o comentário anterior... Minhas unhas ficam perfeitas com acetona. Quanto mais "braba" mais felizes elas ficam. Nada de removedor ou "acetona phyna". Vai entender... rsrsrs

Bjsss.

Gi Milanetto disse...

Siiim, com certeza o segredo é hidratar! Não conheço esse removedor, mas se é fraquinho, já vai pra wishlist! É um saco quando algum esmalte amarela, né... ;/ Pelo menos tu sabe qual culpar! HAHAH
x*

Gi Milanetto disse...

Ah, eu tenho bastante período de preguiça ;/ Já fui mais cuidadosa com as unhas, e também tou querendo manter curtas - problema é que crescem muito rápido! Deixei uns roxinhos velhos e grossos ali no cantinho pra testar esse lance pra tirar glitter! Também acho ótimo saber das coisas diferentes que o pessoal faz!
x*

Gi Milanetto disse...

HHAHAHA quando o glitter é fininho, eu tiro só com algodão em cima, que nem tu disse... Mas esse saquinho é muito perfeito pros glitters grandes (é o saquinho no qual veio o Raynox! HAHAHAHA), alumínio nunca mais!
x*

Gi Milanetto disse...

Hahahah ow, obrigada pelo comentário! O EdA tinha muita dica boa, né... Mas hoje em dia tem muitos blogs com dicas tão boas quanto, pelo menos. Fico feliz de ter ajudado com o saquinho! HAHAHA
x*

Gi Milanetto disse...

Uso a Lutex com acetona, aquela mais clássica... Nunca encontrei a sem, mas testaria com certeza! Se tu testar a outra, me conta se gostou!

x*

Gi Milanetto disse...

O plástico facilita sim, tu vai ver!
HAHAAH Lutex é brabona! Algumas unhas minhas envergam nos cantos, mas achava que era por causa de descamação, será que tem a ver com a Lutex? ;o Preciso fazer o teste! Minhas unhas também fazem furos nessas lixas macias das quais gosto HAHAHAH Melhor assim do que quebrando sempre, né?

x*

Jane Iris disse...

Com certeza temos outros blogs legais, o seu é com certeza um dos meus favoritos! Já te acompanhava no Flickr e amei qdo fez o blog... Amo vir aqui! Bjs

Gi Milanetto disse...

<3 <3 <3 Vou até preparar post depois desse comentário amor HAHAHAHA

Carol Oliveira disse...

Gi, muuuito legal mesmo o seu post. Super explicativo, me ajudou bastante!
Mas deixa eu tirar uma dúvida com você, no caso eu não tenho o Cuticle Remover, tem algum outro produto mais em conta que eu possa substituir (mesmo ele sendo insubstituível, haha) ou uma outra técnica para remover as peles mortas?
Beijo e parabéns pelo blog, vou ler sempre! :DDD

Gi Milanetto disse...

Oi, Carol!
Tem diversos removedores de cutículas sim, mas nada nacional, até onde eu sei ;( Grande falha da nossa indústria de cosméticos... O diferente do da Nfu-Oh é o fato dele ser bem suave. Eu nunca testei as outras marcas e guardei uma grana pra pegar esse, já que minhas cutículas são fininhas e tinha medo de me machucar. Mas dá pra arriscar um Be Natural, algum da Sally Hansen... Ou mesmo não usar removedores de cutícula! Passei uns 3 anos sem tirá-las, só hidratando, e também fica bem tranquilo... Tem meninas que usam amolecedores de cutícula e empurram. Negócio é testar!
x*

Carol Oliveira disse...

Aqui tem cutícula para dar e vender, credo :\ Mas vou continuar hidratando mesmo, Gi. E o pior de tudo a minha cutícula ainda é daquelas que é grudadinha na unha, sabe? :\ É a vida, rs. Mas obrigada meeesmo pelas dicas, vou ir testando! Beijos :D

Carol Oliveira disse...

Ahh, você sabe algum site que está vendendo o Cuticle Remover mais em conta? Beeijos :)

lelyrocha disse...

AMEIIII SEU POST MUITO BEM EXPLICADO VC PODERIA POR FAVOR FAZER UM DE COMO VC ESMALTE E LINPA TUDO MAIS SUAS UNHAS SAO LINDAS EU BABOOO BJUS