Teal & golden jewels

01:18 Gi Milanetto 11 Comments

Polegar, médio e anelar: uma camada de Meiga, Ella + uma camada de Strobe Light, Dare to Wear + uma camada de Mística, Penélope Luz. Mindinho e indicador: uma camada de Publicitária, Ella + uma camada de Mística, Penélope Luz + pontas com Emmet McCarty, Esmaltes da Kelly. Finalizado com Base Glitter, 5Cinco e Extra Brilho, Ideal.

Tem dias nos quais já temos uma ideia prévia do que queremos nas unhas, outros nos quais fazemos uni-duni-tê na caixa, e alguns nos quais não dá vontade de esmaltar. Às vezes, a sintonia com as amigas bate e fazemos manis parecidas, outras, é cópia na cara dura. Este último é o caso desta minha HAHAHAHA


Assim que vi algumas fotos do Glitter and Be Gay nas mãos da Lu, já com o fundo azul e dourado, fui revirando minhas caixas a fim de encontrar algo que lembrasse minimamente as cores dessas fotos, e cheguei nessa combinação do Strobe Lights com o Mística.


Como é uma mani com a qual devo passar vários dias, optei por não usar o douradão em todas as unhas, com receio de enjoar. Mas será que tem como uma coisa linda dessas ficar cansativa? De perto, essa unha parece a piscina de moedas do Tio Patinhas!


Os filetes holográficos dessa linha da Le Chat são o que torna a coleção única. Por bastante tempo, tive só o Dancing Shoes, o azul, mas de tanto ver fotos lindas da Lu (novamente hahaha) combinando o Strobe Light de jeitos que fazem as unhas parecerem jóias, acabei me rendendo e comprando-o também. É um douradão, que de pálido não tem nada, mas creio que graças à holografia dos glitters, fica extremamente bonito.


Mas o que o Strobe Light tem de bonito, tem também de sacana - é bem chatinho de passar, e veio tão grosso que precisei adicionar um bom tanto de diluente de esmalte. Logo que ele chegou, fiquei meio decepcionada, achando que estava tudo meio envergado, bem diferente do Dancing Shoes, mas creio que era tudo por falta de diluente, já que nem no macro enxergo envergado mais. Ainda bem!


A fim de deixar o dourado com toques de azul, como na esmaltação de referência, lembrei-me de dois vidrinhos - o Mística e o Emmet McCarty. Ambos também são bastante holográficos, então usei uma camada fina do PL em todas as unhas, desviando das muitas estrelas e luas - talvez até devesse ter colocado alguma... -, e um pouquinho do Emmet, que é mais concentrado, nas pontas das unhas azuis. Super vontade de repetir esse EDK, que é um dos meus preferidos... Foi a última esmaltação antes da troca de câmera, e só tenho uma imagem que não mostrou nada da beleza da combinação.


Os Ella que usei como base - o Meiga é um dourado pálido que nem coloquei na foto, porque ele mal apareceu, ofuscado pelo brilho do Strobe Light - são ambos muito bons. Este teal, o Publicitária, é ótimo - cobre numa camada e tem um shimmer dourado muito bonito, o que acaba deixando a sensação de que o esmalte é mais esverdeado. O pincel também é ótimo - conheci a marca na Beauty Fair, e já vi pra vender por aqui. Pra serem perfeitos, só faltou serem 3-free e ter um esmalte chamado Designer. Gostei muito dele pras horas de pressa!


Nos últimos tempos, andei usando muitas combinações com glitters matte, e esmaltes de base com shimmer, glass flecked, e essas coisas que só o olhar treinado das esmaltólatras percebem. Agora a minha dragqueen interior botou a boa moça no armário e me fez curtir demais esses glitters holo, novamente. Acho muito legal redescobrir meus próprios vidrinhos a cada vontade diferente!


11 comentários:

Pra não dizer que não falei de pavões

10:26 Gi Milanetto 12 Comments

Uma camada de Hard Rock, Jade + degradê com Twist, Jade (cutículas) e Velvet, Jade (pontas). Finalizado com Extra Brilho, Ideal.


Aí que eu cheguei da Beauty Fair, fui largar a mochila e os quilos extras de esmaltes no quarto e me deparei com um envelope amarelo do qual não me lembrava da existência antes de ter viajado. Peguei o dito em mãos, e vi que a remetente era uma bonitinha que tem um blog tão recente quanto o meu e que conheço de longa data do Flickr - Eva! O conteúdo do envelope era, além duma cartinha muito amor, algumas películas pavonescas de unhas. Então, da mesma forma que tu me dedicou um post de pavão, te dedico esse, Evinha!


Nunca havia usado nenhum tipo de película, fiz algumas besteiras com essas, mas no fim, deu tudo certo e passei uns 4 ou 5 dias com elas nas unhas. A opção final foi o degradê de Jades e a película por cima do Luci, um branquinho com brilhos prateados da Foup - o indicado seria usá-las sobre um esmalte branquinho, mas quem disse que a drag interior não exigiu breeelhos... Achei que deu bem certo!


Havia escolhido essa estampa de pavão psicodelicamente colorido porque estava com muita vontade de usar um multichrome. Escolhi um dos Aurora Boreal da Ludurana e passei, mas não aguentei um dia completo - já comentei que não gosto de esmaltes perfumados, mas os multi da Ludu são tão bonitos que resolvi correr o risco. Paguei o preço - uma senhora enxaqueca durante o dia todo, até criar forças pra arrancar o maldito ;( Havia até diluído um pouco o multi em extra-brilho e aplicado sobre a película, pra dar um reflexo duo nela também, mas consegui tirar essa camada e deixá-la como era inicialmente, pra refazer a mani...


...E enfim cair na versão final, que fotografei. Como quase todas esmaltólatras, adoro o efeito degradê, mas não sou muito habilidosa com a esponja. Minha saída são esmaltes como os da coleção Diamond, da Jade, que são muito brilhantes e não tão pigmentados, permitindo criar um degradê com o próprio pincel.


Como base, usei o Hard Rock, um azul escuro com um pé no roxo. O tom é lindo e a aplicação foi muito fácil. Usei uma camada só porque sabia que iria fazer o degradê, se fosse usá-lo puro, seriam necessárias duas. Ele é um metálico mais pigmentado que o Heavy Metal, secando portanto com menos brilho, mas fechando em duas camadas.


Achei que faltou um pouco mais de verde no meu pavãozinho, mas fica pra uma próxima tentativa... As fotos são do último dia útil dessa mani, então o esmalte já está meio afastadinho das cutículas, e havia algum desgaste nas pontas, que corrigi antes de fotografar. A durabilidade dos Jade é sempre bem legal em mim.


A película é bem legal justamente por criar rapidamente um efeito que não é possível obter com carimbo ou com nail art (bom, até é possível, mas levaria um baita tempo...). Muito obrigada pelo mimo, Eva! Fiquei muito feliz com o carinho!



12 comentários:

Golden homa manicure

15:23 Gi Milanetto 32 Comments

Polegares, indicadores e mindinho: três camadas de Jantar de Gala, Elegance Line + ombré com Sereia, Futurama. Médios e anelares: duas camadas de Champagne, Starvie.

Não tenho habilidade em segurar mais de um vidrinho.
 Na dúvida do que usar dentre o monte de coisa linda que trouxe da Beauty Fair, resolvi fazer uma combinação de três esmaltes que foram novidade ao menos pra mim!. Gostei muito dessa mani, bem elegante, e ainda assim, diferente.


O marrom frio é o Jantar de Gala, da Elegance Line. A marca é fabricada pela Ellen Gold e estava exposta no stand deles, porém a pessoa responsável por apresentá-la só iria no domingo, então não sei coé a deles - sei apenas que tem várias cores lindas com acabamentos bonitões. Já estavam à venda na Ikesaki, e eu havia comprado mais dois, que sumiram no submundo da viagem, junto dum Mohda fosco e dum Impala ;( Pelo menos tenho ele pra contar a história.


Embora esteja escrito cremoso no rótulo - empresas, tinha que ver issae, essas definições de acabamentos quase nunca são boas... -, eu diria que está mais pra glass flecked, inclusive por conta da cobertura mais rala. Usei três camadas, para que o branquinho não aparecesse nas fotos, e quanto mais olho pro vidro, mais penso que se trata de um dourado escuro, não de um marrom, conforme as fotos denunciam... Ele me lembrou um pouco o Flashback da Mohda, mas o que estou usando no post é mais dourado, enquanto o outro puxa pro verde.


Já o Sereia foi o vidrinho que fez meus olhos brilharem no stand da Ludurana. Embora vendido como cromado, comprei pensando que seria glitter e é uma terceira coisa - parecem caquinhos de uma folha metálica finíssima, então não fica nem vestígio de textura nas unhas. O tom dele nestas fotos de fundo dourado parece prata, mas no conjunto da combinação toda, lembra dourado. Acredito se tratar de um dourado pálido.


A aplicação não é tão fácil, por conta do esmalte ser bastante carregado e do efeito que eu procurava, algo como um degradê. Acredito que se usadas duas camadas na unha inteira, com algum douradinho de base, o efeito fique de fato cromado, e meu lado dragqueen qualquer dia me fará experimentá-lo desse modo.


Fazia um tempinho que não usava degradê de glitter, achei o efeito deste esmalte muito propício, além do tom combinar com diversas bases.


Por fim, o dourado pálido com textura é o Champagne, vendido como 'Texturizado Sand'. Tinha visto fotos deste e de mais alguns texturizados da marca rolando antes da feira, e avisando que o lançamento seria por lá. Nunca encontrei a marca à venda e não me lembro de ver fotos de alguém usando-os, mas a marca também tinha dois tons de holo bem bonitinhos.


No stand, não havia mostruário dos esmaltes, mas uma das expositoras tinha um dedo com umas pinceladas deste. Não me pareceram semelhantes aos Liquid Sand ou Pixie Dust, mas resolvi levar pra testar, porque ao menos não havia grânulos exageradamente grandes, como aconteceu com os Concreto da Cora.


A textura é bem suave e uniforme, e bem pouco áspera se comparada até aos Pixie Dust, provavelmente por conta do pigmento metálico do Champagne - com uma camada, já se cobre a unha, mas usei duas para tentar intensificar o efeito. O material que eles usaram para criar esse acabamento não parece ser o mesmo dos OPI, Zoya ou Dance Legend, mas ainda assim, gostei muito da uniformidade.


Nas fotos em macro, consegui ver que tem bastante glitter fininho na composição do esmalte. Tenho a impressão de que os gringos levam, além do glitter, umas microesferas para manter a textura, algo que ainda falta nos nacionais, mas posso estar falando bobagem. Tem alguns macros dos primeiros OPI Liquid Sand aqui, pra quem também quiser formular suas hipóteses...


No fim das contas, acho que os três vidrinhos se deram muito bem, não?

32 comentários:

Beauty Fair 2013 - espiadela

21:33 Gi Milanetto 34 Comments


Neste fim de semana, de 07 a 10 de setembro, está acontecendo a Beauty Fair, feira internacional de beleza profissional, em São Paulo, local no qual as grandes marcas de cosméticos mostram seus lançamentos pela primeira vez e entram em contato com profissionais, revendedores, lojistas, blogueiros e curiosos da área. Fui metade como blogueira e metade como curiosa, focando mais em encontrar as amigas novamente - ano passado, conheci boa parte das meninas do Flickr pessoalmente, e este ano foi gostoso justamente pelo reencontro (e também por ter conhecido mais meninas - a linda Eve do Tudo Sobre Esmaltes, a mala da Tatá do Las Garras, a Tsuki do De Mão Em Mão, Gabi do Moda na Mão, Sabrina, Fabi, além do famoso Gastadeiro HAHAHAH). Se você deu uma passada por lá no sábado e topou com a figura abaixo, devia ter me dado um oi HAHAHA

Oi! Foto por Penélope Luz.
A feira é sempre cansativa, nunca dá tempo de ver tudo que queríamos, grupo grande sempre se perde... Mas fotografei um pouco e vou contar um teco das impressões que tive. Esse post tem muitas fotos!


O primeiro stand que visitamos foi o da Ludurana. Estava sendo lançada uma nova marca do grupo, chamada Futurama, cujos vidrinhos são como os da foto acima. A luz deles estava muito legal, então fotografei bastante, mas essas fotos não mostram tudo que tinha exposto lá, só só um olhar seletivo - cliquei o que gostei mais.


Foram lançados uma série de glitters metálicos, com combinações bem felizes de cores. Mas como são todos metálicos, pareceram envergados, ou prestes a envergar.


O único esmalte que levei da lojinha deles - eles eram um dos expositores que também vendiam, o que não acontecia em todos que visitei - foi o da foto abaixo, um 'cromado', segundo eles, e 'glitter shredded', segundo minha opinião HAHAHHA. Chama-se Sereia, e são glitters caquinho num tom dourado pálido lindíssimo. Não devo demorar a usá-lo... Custou R$10, nada barato, mas é algo bem diferente do que já tinha visto por aí.










Estes são alguns Fullcolor, também devidamente expostos. Este Lealdade é a cara do Azulle, não?




D'Lu foi a linha da Ludurana que mais me surpreendeu ultimamente. Ganhei alguns da Dany e já os usei, mas acabei não fotografando - são multichrome/duochrome com partículas maiores e mais afastadas, lembram um pouco a coleção Cosmic FX da Orly. Estavam expostos com tampas cinza - os que tenho aqui tem tampa preta -, e Dany reparou numa cor que mudou, se comparada à que ela tem.


Também há cremosos da linha. Achei o tom do Nublado muito bonito! E o mais legal é que todas as quatro linhas são 3-free!


Passei rapidinho pelo stand da Colorama. Muito bem-montado e com vitrines fofas, estava meio difícil de fotografar, porque tinha bastante gente, mas as coleções já estão à venda por aí e não foram novidade pra quem acompanha o universo dos esmaltes - trata-se da Famosa e da Eu Amo Acessórios.




Havia também um stand da Nubar, o que significa que deverá haver representação da marca no Brasil ou não, já que uma representação do gênero da China Glaze tem sido anunciada há várias Beauty Fair... Não estavam vendendo, mas no catálogo da marca estavam todos os esmaltes deles, inclusos holos e glitters, e a o texto de divulgação focou-se na questão de que eles foram os primeiros a retirarem as substâncias potencialmente alérgicas da fórmula, e no selo de produto vegan cedido pelo PETA - não há utilização de matéria prima de origem animal, tampouco testes em bichinhos. Espero que realmente venham, e à preços acessíveis!


Passei rapidamente pelo stand da Speciallitá, no qual notei de novidades os esmaltes da Hits para a Malhação, esses duplos, com um lado de cada cor, e os Sadok, uma linha nova e 3-free, com uma pegada mais elegante, mas nenhum deles tinha grandes inovações em cores e acabamentos, ao meu ver.



Já a Risqué trouxe como lançamentos três cromados de nomes que a OPI ficaria com inveja - Hasta la vista, baby, o prata, Gold, James Gold, o dourado e My Precious, o cobre. Não dei conta de fotografar a vitrine, que estava bem legal, mas peguei a da coleção Brasil por Risqué. Fé, baseada em simpatias e crendices populares, cuja exposição também estava bem bonita. É uma temática diferente - algo meio raro, dado o tanto de coleção que já tivemos -, mas as cores não são tão diferentes assim.



O stand mais róquenroll, bebê da feira foi, sem dúvidas, o da Jade.


Estavam expostas duas coleções, a Total Rock - aquela lançada no Dia do Rock, da qual já usei o Heavy Metal -, e os novos holográficos, que estão escandalosamente lindos. Mas tem como desviar o olho da vitrine com a bateria, a guitarra e os vidrinhos enfileirados como uma multidão num festival?


Cheguei atrasada, e as meninas já estavam conversando com a Andreia, a responsável da marca por interagir com as blogueiras. Ela, além de muito simpática conosco, estava usando os holos novos, um em cada unha, tudo muito lindo! Pude reclamar pessoalmente com a marca sobre a falta de divulgação e boas fotos da coleção Let's Rock, e entendi porque encontrei aqueles três primeiros holos antes de todo mundo, num Confiança de Bauru - a marca já comercializava suas escovas de dente na rede de supermercados, por isso foi mais fácil inserir os esmaltes lá. Esqueci de perguntar o porquê de terem feito apenas as primeiras fotos da marca com uma fotógrafa e modelo, depois, nunca mais... Fica pra próxima hahah. Andreia, se você ler isso, muito obrigada pela atenção :)



Na correria, não consegui fotos muito legais dos holos, mas peguei os vidros em mãos e OMG, estão lindos como todos os anteriores! Todas morreram de paixão pelo verde caquento!


Em seguida, visitinha à L'Apogée. Esta marca, ao meu ver, foi a que mais inovou este ano, assim como ano passado, no qual foram lançados os Premium Metal.


Numa vibe parecida com os Premium com pó de prata, veio a coleção Shine. Há, além do pigmento finíssimo e super brilhante, adição de alguns glitters, o que torna os esmaltes bem bonitos.


A novidade BBB da marca foi sem dúvida essa coleção, chamada Fantasy Glitter. São esmaltes parecidos com os Illamasqua, de base leitosa colorida e glitters pretos - três deles contam ainda com glitters coloridos, que combinam bastante com o tom de base, e são cores e texturas que ainda não tínhamos nas cartelas das marcas nacionais.


Teve também a Encantos Mil, cujos esmaltes remetem à elementos do Rio de Janeiro, e as cores, à vários tons de esmaltes gringos pelos quais somos doidas. Recebi estas três coleções da marca, e devo postar mais fotos, tiradas no conforto da minha casa e não na correria da feira AHAHAH. Pra L'Apogée levar 10 na nota geral, só faltou lançar esses glitters como 3-free.


Dei uma olhada rápida em alguns stands, dentre eles, o da Alta Moda, uma linha de produtos mais populares da Alfaparf, famosa empresa de tralha capilar (ampola azulzinha Semi Di Lino, te amo!). Já encontrei os esmaltes à venda antes da feira, e posso dizer que são muito bons no quesito pigmentação, ao menos no disquinho. Gostei do vidro e do pincel com o nome impresso, e é uma cartela de cores inicial bem legal - nada de acabamentos ou texturas diferentes, por enquanto. E o mais legal - tudo 3-free! O preço não é muito amigo, perto dos R$6.


Muitos stands de marcas mais relacionadas à maquiagem tinham esmaltes em exposição. Uma delas foi a Koloss:


Mas o que mais me chamou atenção na vitrine deles foram essas paletinhas - seriam inspiradas nas famosas e amadas Naked e Naked 2? Tenho apenas a segunda, e ao bater o olho nesta da foto, lembrei-me dela!


Não me lembro de ter usado nada da Koloss, exceto pelo batom vermelho com o qual fui à feira. Torço fortemente pra que essas paletas sejam legais, já que gosto muito da minha Naked 2!


No stand da Mohda, o mais notável foi a mudança de vidrinho. Gostei desta nova versão!


Também lançaram um primer para unhas, assim como a Impala, com a vantagem de ser 3-free. Várias marcas na feira apresentaram algumas cores na versão hipoalergênica, o que é bem legal - embora o ideal seria que todas as linhas da marca passassem a sê-lo.


Outra marca com boas novas foi a Top Beauty. Lembro-me de quando foram lançados os primeiros Ultimate 3D, na Beauty Fair de 2011, e do quão lindos eles eram, dava pra fazer degradê e tudo mais. Este ano, vieram mais algumas cores para essa coleção, dentre as quais desejei o nude e o verde limão da foto abaixo, mas como o stand não estava vendendo, ficou pra quando encontrar na perfumaria...


Também haverá adições aos Ultimate Glitter, aquela coleção de hexagonais bem legalzinha da marca, mas o que encantou todas meninas que passaram por lá foi a coleção Let's Play, toda feita com glitters matte.


São basicamente filetes fininhos matte, na mesma vibe dos Feathers Effect da Nails Inc ou Fuzzy Coat da Sally Hansen, e hexagonais matte de cores muito legais, como esse verde limão da foto acima, ou aquela combinação de azul com coral laranjinha, desfocado no fundo da foto. Tem também um branco e preto à lá Connect the Dots, e um inteiro preto, com tamanhos diferentes.


Esses dois azuis são filetes - pirem nesse Soul comigo! -, e o verde é glitter holo. O rapaz do stand foi muito simpático, falou direitinho da marca, reclamou que era difícil trabalhar com a laca 3-free - a marca tem algumas poucas cores na versão hipoalergênica, mas nada de glitters diferentões ainda - e me deixou sentar na mesinha deles pra fotografar, mas toda hora aparecia alguma louca e ignorava o fato de eu estar ali com a câmera, tirando os vidrinhos das posições que eu tinha colocado pra olhar de perto. Eis o porquê de não ter foto de tudo, e foi nessa hora que entendi o valor de uma boa vitrine, como a da Ludurana ;(


Uma das novidades da Ellen Gold foram os glitters poá - na verdade, são hexagonais... Fotografei apenas o dourado e o branquinho, mas há um preto no mesmo esquema também.


Outro lançamento da marca foram esses neon pastel que brilham no escuro, após terem absorvido luz. Como não sou nem uma pessoa das baladas nem fã de tons pastel nas unhas, acabei nem me interessando, mas estavam à venda na Ikesaki. A moça que conversou conosco sobre a marca também foi uma fofa :)


Visitei alguns outros stands, mas procurei fotografar o que via de diferente. Ainda assim, faltaram vários stands de marcas aos quais gostaria de ter ido, mas já valeu a visita.
E aí, alguém aguardando ansiosamente algum dos lançamento? Quem também foi?

34 comentários: