Golden homa manicure

15:23 Gi Milanetto 32 Comments

Polegares, indicadores e mindinho: três camadas de Jantar de Gala, Elegance Line + ombré com Sereia, Futurama. Médios e anelares: duas camadas de Champagne, Starvie.

Não tenho habilidade em segurar mais de um vidrinho.
 Na dúvida do que usar dentre o monte de coisa linda que trouxe da Beauty Fair, resolvi fazer uma combinação de três esmaltes que foram novidade ao menos pra mim!. Gostei muito dessa mani, bem elegante, e ainda assim, diferente.


O marrom frio é o Jantar de Gala, da Elegance Line. A marca é fabricada pela Ellen Gold e estava exposta no stand deles, porém a pessoa responsável por apresentá-la só iria no domingo, então não sei coé a deles - sei apenas que tem várias cores lindas com acabamentos bonitões. Já estavam à venda na Ikesaki, e eu havia comprado mais dois, que sumiram no submundo da viagem, junto dum Mohda fosco e dum Impala ;( Pelo menos tenho ele pra contar a história.


Embora esteja escrito cremoso no rótulo - empresas, tinha que ver issae, essas definições de acabamentos quase nunca são boas... -, eu diria que está mais pra glass flecked, inclusive por conta da cobertura mais rala. Usei três camadas, para que o branquinho não aparecesse nas fotos, e quanto mais olho pro vidro, mais penso que se trata de um dourado escuro, não de um marrom, conforme as fotos denunciam... Ele me lembrou um pouco o Flashback da Mohda, mas o que estou usando no post é mais dourado, enquanto o outro puxa pro verde.


Já o Sereia foi o vidrinho que fez meus olhos brilharem no stand da Ludurana. Embora vendido como cromado, comprei pensando que seria glitter e é uma terceira coisa - parecem caquinhos de uma folha metálica finíssima, então não fica nem vestígio de textura nas unhas. O tom dele nestas fotos de fundo dourado parece prata, mas no conjunto da combinação toda, lembra dourado. Acredito se tratar de um dourado pálido.


A aplicação não é tão fácil, por conta do esmalte ser bastante carregado e do efeito que eu procurava, algo como um degradê. Acredito que se usadas duas camadas na unha inteira, com algum douradinho de base, o efeito fique de fato cromado, e meu lado dragqueen qualquer dia me fará experimentá-lo desse modo.


Fazia um tempinho que não usava degradê de glitter, achei o efeito deste esmalte muito propício, além do tom combinar com diversas bases.


Por fim, o dourado pálido com textura é o Champagne, vendido como 'Texturizado Sand'. Tinha visto fotos deste e de mais alguns texturizados da marca rolando antes da feira, e avisando que o lançamento seria por lá. Nunca encontrei a marca à venda e não me lembro de ver fotos de alguém usando-os, mas a marca também tinha dois tons de holo bem bonitinhos.


No stand, não havia mostruário dos esmaltes, mas uma das expositoras tinha um dedo com umas pinceladas deste. Não me pareceram semelhantes aos Liquid Sand ou Pixie Dust, mas resolvi levar pra testar, porque ao menos não havia grânulos exageradamente grandes, como aconteceu com os Concreto da Cora.


A textura é bem suave e uniforme, e bem pouco áspera se comparada até aos Pixie Dust, provavelmente por conta do pigmento metálico do Champagne - com uma camada, já se cobre a unha, mas usei duas para tentar intensificar o efeito. O material que eles usaram para criar esse acabamento não parece ser o mesmo dos OPI, Zoya ou Dance Legend, mas ainda assim, gostei muito da uniformidade.


Nas fotos em macro, consegui ver que tem bastante glitter fininho na composição do esmalte. Tenho a impressão de que os gringos levam, além do glitter, umas microesferas para manter a textura, algo que ainda falta nos nacionais, mas posso estar falando bobagem. Tem alguns macros dos primeiros OPI Liquid Sand aqui, pra quem também quiser formular suas hipóteses...


No fim das contas, acho que os três vidrinhos se deram muito bem, não?

32 comentários: