Tem dias...

20:21 Gi Milanetto 14 Comments


Em que o rabisco não sai, o projeto não anda, a massa desanda, o ânimo se vai.


E é quase irônico fotografar o sketchbook que eu fiz - desde cortar os sulfites, encadernar, idealizar a capa e o esquema pra que seja possível dobrá-lo 360°, cheio de anotações e garatujas particulares, com uma mani comprada pronta...


Tenho tido bastante enxaqueca esses tempos, então estou evitando mexer com esmaltes. Como não queria ficar outro dia sem nada nas unhas, usei esses water decals, comprado na Born Pretty Store mas se fosse comprar outros (e com certeza vou), procuraria no Aliexpress. A qualidade é impecável, não dá pra ver os pontos da impressão, e são facílimos de aplicar, até pra alguém lesadinha pra essas coisas como eu. Tendo um pote com água em mãos, recorta-se da cartela, coloca-se na água e a película vai soltar do papel de base facilmente. Molha-se a unha na qual se pretende aplicar, posiciona-se a estampa - ela dança na unha, então é fácil deixar certinho - e retira-se o excesso de água pressionando um lenço ou toalha em cada unha, até a película aderir, finalizando com extra-brilho.


Já gostava muito de water decals para unhas, desde quando descobri aqueles metálicos que já usei algumas vezes, mas agora que testei os de unha inteira, não vou mais negligenciá-los - são infinitamente melhores que Tenshis ou adesivos, porque saem com facilidade ao passar removedor de esmaltes, não danificando as unhas. Estou curiosa pra saber da duração destes...


Tenho muita tralha pra nail art, muita mesmo - desde adesivos, decals, glitters, placas, pedrinhas, peças douradas, fimos... E muitas vezes fico com dó de usar, porque em sua maioria, são peças para uso único - essa cartela vem com 12 estampas, por exemplo - e não se trata de uma ocasião especial digna dessa exclusividade. Mas melhor essa tralha toda decorando minhas unhas nos dias rotineiros à essa tralha toda enfiada na gaveta, não?...


Até porque eu sempre me empolgo e acabo comprando mais, exatamente por serem baratinhos ok, nem todos esses adereços pra nail art que eu tenho foram baratinhos... Então vou tomar como meta pro ano usar uma boa parte desses cacarecos todos.


A ideia não era nem usar a estampa em todos os dedos, e sim fazer uma homa mani, mas quando comecei aplicar e vi quão simples era, acabei deixando os vidrinhos de lado. E posso parecer phyna às vezes, mas adoro estampas como essa, carregadas bom, nem todas, mas por esta em particular, me apaixonei. Super procurarei outras cartelas com outros desenhos pra deixar de reserva - melhor suportar apenas o cheiro do extra-brilho ao da base, esmalte e extra-brilho, não?...


14 comentários:

Meu Top 12 esmaltístico de 2013!

18:43 Gi Milanetto 18 Comments


Da série postagens que deviam ter sido feitas antes, eis meus 12 esmaltes preferidos do ano passado! Escrevi o texto antes de viajar, separei os esmaltes mas não deu tempo de fotografar, então o fiz ontem. Acho que o Vale a pena ver de novo é sempre joia - tenho feito o top no Flickr desde o primeiro ano em que estou lá, e é sempre gostoso rever as manis que a gente fez até então. Meu critério é simplesmente serem esmaltes que usei durante o ano em questão - certamente tenho muita coisa linda na caixa que ainda não foi usado, assim como muita coisa linda que usei ficou de fora. Fui até meio desonesta e escolhi 12, enquanto o normal são 10, mas outro dos meus critérios é escolher esmaltes que representem outros.

Vamos às escolhas! Não estão em ordem de nada.

Teal Dimension, L.A. Girl
Eu tenho uma paixão crônica por essa marca, provavelmente desde os Rockstar. Ela ficou um bom tempo meio por fora das novidades esmaltísticas, aí veio com os 3D Effects e com os Sand Blast, sambou na cara da sociedade e fez valer o meu amor. Infelizmente, não fotografei as unhas adornadas pelo Teal Dimension, mas o acabamento virou um preferidão, com esses caquinhos holográficos. Pretendo completar essa coleção um dia, quem sabe em breve...

Glow Satin, O Boticário
Este era um pro qual eu não dava nada até ver nas unhas da Eva, visão que me fez correr atrás de um pra chamar de meu. E quando usei, sei que fiz muita gente correr pra chamar um de seu também. Já usei várias vezes, como base pra um monte de coisa, porque ele é perfeito pra isso, com os brilhinhos prateados e a boa cobertura, elementos que o fazem único na minha coleção.

Harley Quinn, by Dany Vianna
Este glitter foi feito quase que sob medida pra mim - há muito tempo, vi numa foto que rodava pelo Tumblr um esmalte com filetes e hex vermelhos, pretos e brancos, e pedi desesperada pra Dany montar um assim pra mim, pra que eu pudesse usar sobre o Skull and Glossbones e chamar de Harley Quinn, "a namorada do Joker". Ela viu a foto, topou, falou de adicionar uns douradinhos e um par pro vidrinho, que obviamente se chamaria Joker. E assim saiu o lançamento da marca dela para o dia dos namorados! Por causa da caixinha desse esmalte, li mils HQs nas quais ambos aparecem, e fiz uma das nail art mais simples e das quais mais gostei no ano.

Intuição, Ellen Gold
O Intuição eu ganhei de presente da Dany, e usei em duas manis seguidas, de tanto que adorei o tom e a qualidade - acho que, se tivesse ficado por cima da minha mesa, eu teria repetido mais algumas vezes. É um verde oliva bem escuro, sem nada de cinza, e calhou de chegar numa época na qual estava procurando um esmalte exatamente nesse tom.

Dracarys, Penélope Luz

Uma palavra transformada em esmalte e um vidrinho pelo qual esperei uns vários meses pra usar. Já gostava muito dele antes de assistir à Game Of Thrones, depois tornou-se um preferido. Queria ter colocado o Selene Loves Endymion neste top também, já que gosto de ambos com a mesma intensidade, e só optei pelo Dracarys porque o meu exemplar dele já está com o rótulo que eu fiz HAHAHHA

Emmett McCarty, EDK

Usei bem no começo do ano, antes de ter começado este blog, num encontro com as amigas dos esmaltes, e ainda nem tinha a câmera nova quando o fotografei - sempre que vejo essa foto, sinto vontade de repetir a combinação apenas pra ter um novo registro, já que glitters ficam muito mais fiéis se retratados com a Canon... Só sei que o negócio brilha demais e é meu EDK preferido.

Slumber, Gimimimi
Porque fiz muito poucas misturas pra mim mesma neste ano, mas me orgulho muito desta em particular e fiquei com vontade de usar de novo só de escrever esse trecho. Fiz à base de Psicodélica da Jade pra uma amiga, esqueci os outros ingredientes da poção, lembrei e fiz mais dois - um foi pra outra amiga e o outro será sorteado em breve, e se eu fosse você, ficava esperta... Porque eu esqueci a receita de novo, e definitivamente ;/

Salto Agulha, Beauty Color
Um esmalte antiguinho e negligenciado por mim. Negócio lindo e ryco, cara de gringo por cerca de duas Dilmas, numa perfumaria próxima de você.

336, Kiko
Foi meu esmalte de aniversário, então é lógico que seria algo especial. Meu primeiro azul elétrico, e o mais intenso. Nem tenho palavras pra descrever o quanto gostei desse tom na minha mão... A mani toda é um xodó à parte, esse azulão lindo combinado com o Midas, Silver Bullet e o water decal de pavão... Adorei!

Godiva, Zoya
Pra mim, é um esmalte cheio de significado, além de ter sido o primeiro Pixie Dust que usei. O nome me chamou atenção porque a Lady Godiva é citada em Don't stop Me Now, do Queen, e porque a lenda sobre a suposta personagem histórica é bem legal. À parte disso, ganhei esse lindo da Lu e sou aloka dos nudes, então o vidrinho tinha tudo pra causar palpitações!

Divina, Ludurana
Multichrome e magnético, dois acabamentos dos quais eu gosto demais, juntos, pela primeira vez no planeta! Ah, Ludurana, vamos trabalhar nessa decantação e me contrata pra fazer as campanhas de divulgação das coleções... E por favor, pare de adicionar perfume aos esmaltes. Não consigo pensar em repetir essa lindeza porque já sinto os espasmos da enxaqueca...

Fantasy Fire, Maxfactor
Encerrando a lista com um desejo que eu julgava impossível, a queridíssima Lari fez uma troquinha e conseguiu um destes cobiçados vidrinhos minúsculos a mais, e me presenteou com ele! O Clarins 230 já foi objeto de desejo de qualquer esmaltólatra fã de multichromes, então apareceu o Fantasy Fire, um pouco mais fácil de se conseguir, pra suprir a demanda. Nem acredito que tenho um desses, ainda mais ganho com tanto carinho...

E vocês, costumam fazer top-alguma-coisa no fim do ano? Eu gosto de listinhas, então sempre me divirto com essas coisas... Também vi que melhorei um teco nas fotos de esmaltes, consigo saber quais são mais antigas só de bater o olho hahaha...

18 comentários:

Manicure de Reveillon

15:54 Gi Milanetto 20 Comments

Polegares, indicadores e mínimos: duas camadas de Pucci-licious, Color Club + uma camada de Mística, Penélope Luz. Anulares e médios: uma camada de Holo Dourado, Ellen Gold, uma camada de Champagne, Realce e degradê com Esmeralda, L'Apogée.


Antes tarde do que mais tarde, eis a mani com a qual passei a virada do ano! Comentei num grupo de amigas dos esmaltes que acredito mais na macumba das unhas que na da calcinha, e ia até fazer um post bem bonitinho contando sobre significado das cores e dos dedos, mas isso tudo vai ficar pro ano que vem. Já estou feliz por ter conseguido fotografar essas unhas - a bateria da câmera estava no fim e meus avós, que almoçariam no primeiro dia do ano com meus pais, já estavam aqui, além de que eu iria viajar logo após a refeição e estava fechando as malas ainda...


Nas duas últimas viradas de ano, escolhi combinações que envolviam roxo, verde e dourado. Os motivos são sempre os mesmos: roxo significa inspiração, imaginação e estabilidade; dourado, riqueza - tanto material quanto espiritual - e verde, saúde. Os tons refletem exatamente o que procuro para ser o melhor que puder na minha profissão, na minha mente e no meu corpo.


O roxo escolhido foi o Pucci-licious, da Color Club. Já usei este vidrinho em outras situações nas quais queria um tom bem vibrante, e por conta disso, este se tornou meu roxo preferido. Fica lindo como base pra vários glitters também! Uma camada bem passada é suficiente, mas esmaltei com pressa e pra evitar falhas, usei duas. Ele seca emborrachado, e fica bonito tanto no modo natural quanto com extra-brilho.


Pra garantir um ano brilhante, e como já disse lá no começo que gosto dos misticismos de cores pro ano-novo, nada melhor que complementar o roxo com o Mística, da Penélope Luz. Este também é um vidrinho que já usei algumas vezes, porque acho a combinação de glitters - tanto cores quanto formatos, passando pela holografia - dele uma das mais lindas de todos os tempos! Gostei demais dele sobre o Pucci-licious, destacou todos os glitters!


Nos dedos médios e anulares, resolvi fazer um degradê com verde e dourado. O tom de dourado é o que sempre uso, meu favorito - esse mais pálido, meio cor de palha. Como base, passei uma camadinha do Holo Dourado da Ellen Gold, que dá uma ótima cobertura e tem o tom bem parecido com o do Champagne, da Realce - um glitter bem fininho e de textura ótima que já usei algumas vezes também. Para o verde, queria um tom mint, esse verdinho mais claro, e precisava de um esmalte que fosse composto de brilhinhos. O Esmeralda, da L'Apogée, caiu como uma luva - consegui fazer o degradê com o próprio pincel, sem nem precisar de esponja, e a textura combinou perfeitamente com a do Champagne.


Pra completar, resolvi usar algumas pedrinhas no anular da mão esquerda - passei extra-brilho e, com ele ainda úmido, posicionei os quadradinhos roxos com a ajuda de uma pinça. Tenho muitas pedrinhas em vários formatos e raramente uso - como essa era uma mani festiva, achei válido. Apliquei apenas na mão esquerda, porque na direita atrapalharia nas tarefas diárias, e durou uns 4 dias - depois, começaram a cair, mas achei o tempo ok...


Com a correria, esmaltei com pressa e não usei Base Glitter, porque ela demora bastante pra secar, então as pontinhas dos glitters de formato incomodaram bastante. Tinha planos de usar essas unhas por apenas dois dias, mas com a viagem, não consegui tirar e acabei passando mais tempo. Na verdade, foi até bom, porque achei a combinação bem bonita e diferente! Meu pai, que raramente comenta alguma coisa das unhas, achou que essa foi a mais bonita que eu já fiz hahahah...


Então, embora atrasada, espero que todo mundo tenha tido um ótimo início de ano, e que 2014 traga muitas coisas boas! Ainda não consegui nem parar pra montar minha listinha de "esse ano eu vou...", e tenho uns projetos novos em andamento, mas acho que a correria é bacana exatamente por evitar que fiquemos estagnados, não?

20 comentários:

Butt Taco, Man Glaze + Gaya, Penélope Luz

12:19 Gi Milanetto 8 Comments

Duas camadas de Butt Taco, Manglaze + duas camadas de Gaya, Penélope Luz, finalizado com Base Glitter, 5Cinco e Extra-Brilho, Ideal.


E para o primeiro post de 2014, uma esmaltação de 2013 HAHAHAH...
Explico: estou em Macapá, nas terras do noivo, então deixei montado, lá do meu interior de São Paulo, este post, com uma combinação que usei em meados de dezembro - afinal, passar o mês usando apenas unhas natalinas teria sido meio cansativo, não?


Fiquei com vontade de uma combinação bem colorida, e a nova coleção da Penélope Luz supre bem esse tipo de desejo: tem glitter de tudo que é jeito, todos muito alegres! Ainda vou fazer o post de espiadela, mas já tem muitas fotos de várias meninas usando vários deles por aí.


O Gaya é muito primaveril, ao meu ver - composto de glitters hexagonais e bolinhas brancos, laranjas, amarelos, rosas e pretinhos, além de filetes brancos e pretos mergulhados numa poeirinha dourada, é super alegre e vai bem em diversos tons de base. Eu estava com saudades de um belo laranja, e o escolhido foi o Butt Taco, da Man Glaze.


Este é justamente do tom de laranja do qual gosto nas minhas mãos - não me dou bem com corais, acho que ficam apagados em mim... O Man Glaze é bem vivo, lotado de shimmer, e assim como os outros esmaltes da marca, seca fosco. Usei duas camadas pra garantir o acabamento, e achei a aplicação bem fácil. Único defeito dele foi ter manchado um teco as unhas ;( Mas nada que eu não conseguisse tirar com um leve polimento.


Os vidrinhos da marca são sempre bacanudos! Acho até que demorei demais pra usá-lo... Aliás, tenho alguns outros tons da marca e preciso botá-los na fila - vão surgindo tantas coisas novas que os bonitões antigos vão ficando esquecidos, né...


A aplicação do Gaya foi similar à do Underneath the Mistletoe - é preciso aplicar com carinho e ir posicionando os glitters maiores. Eu adorei as bolotas brancas, rosas, laranjas e amarelas! Tentei pescá-las e distribuí-las pelas unhas todas, pra que ficasse mais ou menos harmônico.


Na foto de cima, dá pra ver o shimmer do esmalte de base agindo junto da poeirinha dourada do glitter artesanal... Uma pena que o laranjão não destacou o glitter rosa. Este esmalte teria ficado ótimo com um nude/cor de osso como base até porque quase todo indie fica, e devo repeti-lo desta forma mais pra frente...


Aproveitei pra colocar cobertura matte nesta combinação, já que andava com vontade de usar glitter fosco há uns tempos também. A cobertura escolhida foi o Matt Plus, da Big Universo - descobri que ela só funciona se agitada antes de usar! Na primeira camada, ficou brilhante... Achei estranho, chacoalhei o vidrinho e passei de novo, para então observar o efeito desejado...


Ao vivo, gostei muito do efeito fosco, os brilhinhos dourados dão aquele charme aveludado à cor, mas nas fotos, o extra-brilho realçou mais a coisa toda...


Quem quiser este ou qualquer outro glitter da Lu, é só ficar de olho na fanpage da marca, na qual é postado o aviso de reposição dos tons em lojas físicas e virtuais.
E pra finalizar, um macro do vidrinho focado no glitter bolinha fofo, pra que fique mais fácil de ver a composição!



8 comentários: