Unique, Jade

13:51 Unknown 17 Comments

Uma camada de Couro, L'Apogée + duas camadas de Unique, Jade.


E depois da Beauty Fair, sempre volto querendo usar tudo que trouxe da feira - neste ano não foi diferente. Testei montes de vidrinhos, pra conferir pincel e pigmentação, mas gamei mesmo ao testar este...


Trata-se do Unique, da Jade. O vidrinho ficou meio polêmico porque só era vendido se junto de mais 10 cores, numa caixona elegante que é edição limitada - o meu é o 337 de 500, o que significa que serão apenas 500 unidades desse bonito à solta pelo mundo. Muita gente - inclusive eu - queria poder comprá-lo separadamente, porque por mais que os outros esmaltes do kit sejam bonitos, esse é o mais diferente, com certeza.


Trata-se de um holográfico multichrome, o que em si não é novidade - na Beauty Fair de 2012, a Ludurana lançou uma linha com o mesmo acabamento chamada Supernova, e também existem marcas gringas com coleções que tem a mesma pegada. O único que eu tinha era um da Ludurana, com o qual tive problemas ao usar, por conta do cheiro - parem de botar perfume nos esmaltes, por tudo que é mais sagrado ;/ - e por formar bolhinhas ao aplicar. Aconteceu algo parecido com o Jade, porém em menor quantidade: no anular acima, dá pra ver um pouco de bolhinha. Acho que não esperei o esmalte de base secar direito, que na outra mão, na qual apliquei o Unique um pouco depois, não apareceram as ditas-cujas.


Não usei extra-brilho - testei num dedo e achei que diminuiu a holografia, além de não sumir com as poucas bolhinhas. O esmalte em si já é brilhante o suficiente pra não precisar de top coat, e a durabilidade é bem legal - estou usando há uns 4 dias, tinha algumas pontinhas lascadas que corrigi pras fotos.


Ele tem um cristalzinho no topo do pincel, só pra deixar a coisa mais única ainda, e no qual só reparei enquanto manuseava o vidrinho pra tirar fotos... Tô dizendo que não ando muito boa da cabeça. HAHAHA


O tom dele, pra mim, é o de uma nebula - meio malva, meio marrom, meio roxo, meio cobre, com reflexos dourados quase esverdeados, de acordo com a incidência de luz. Usando esse esmalte e pensando sobre a cor, concluí que é como se o Space Cadet e o When Stars Collide tivessem tido um filho bem lindo... E como Sam comentou na feira, é um esmalte bem-feito, porque fica bonito em qualquer condição de luz - todas essas fotos foram feitas na luz indireta, durante o dia, e mostram um pouco dos dois efeitos. No sol, é um holo tão gritante quanto todos os outros da marca, e na sombra, é no mínimo um duochrome bem nítido.


Minha única conclusão sobre esse vidrinho é que valeu a pena ter trazido o kit, porque eu adoro esses tons meio indefiníveis, que ficam cada hora de um jeito diferente. Já fiz minha parte e tentei apelar por e-mail pra venderem o bonitinho avulso - até porque eu estocaria -, mas conceito é conceito... Se a ideia é que ele seja exclusivo e limitado, não há meios de produzi-lo para venda em massa. Mas se a marca considerar o retorno dele bom e resolver fazer uma coleção toda só com holo/multi, com certeza serei uma das primeiras compradoras...


As caixas que não foram vendidas na feira serão comercializadas por lojas que já revendem a marca, inclusive virtuais. Quem, assim como eu, gamar nesse vidrinho (e na coleção, que oh, tá bem bonita...), pode ficar de olho a partir desta semana...

17 comentários: