Nice Tomette You, Bourjois

10:00 Gi Milanetto 3 Comments

Duas camadas de Nice Tomette You, Bourjois. Carimbada com a placa Bundle Monster S-106, o esmalte Papyrus, Mundo de Uñas e preenchida com Pinachocolada e Pamplemousse, ambos Bourjois.


Recentemente, recebi uma caixinha de amostras de esmaltes vindas dos representantes da Bourjois por aqui. Foram enviadas quatro cores pras blogueiras, e ao meu ver, foram cores bem felizes pra um primeiro contato da marca conosco - usei três delas nesta mani, e a quarta deu uma pinta nessa postagem.


Escolhi o Nice Tomette You porque estava com uma certa pressa, e tanto a pigmentação quanto o pincel desta linha da Bourjois é bem bacana. Até seria possível usar apenas uma camada, mas a cor só ficou igual à do vidro com duas, o que não foi um grande problema, já que a secagem é boa - mas eu dei uma acelerada com um daqueles sprays secantes também. Já estava com as cutículas prontas, mas entre esmaltar e limpar, sem extra-brilho (que adicionei depois), gastei 20 minutinhos. Acho que é digno dos esmaltes da pressa...


A cor, um vermelho queimado, me lembra tijolo aí fui ver foto de tijolo e constatei que eles são mais alaranjados que esse esmalte. hahaha e é inédita no meu acervo esmaltístico. Em algumas luzes parece mais amarronzado, e em outras, um vermelho diferente. Achei bem bonito!


O pincel desses esmaltes é um espetáculo à parte. Acredito que pro meu formato de unha, é o que mais se adapta. Só acho difícil fazer o vidrinho inteiro, que é dos maiores que eu tenho, caber na foto. HAHAH. E como usar cremoso puro é algo que quase não nos pertence mais, fiz uma carimbada utilizando a placa S-106, da Bundle Monster, coleção Shangri-La.


Esse tipo de carimbada preenchida é algo que eu havia apenas testado, não cheguei a usar ou fotografar, então quis aproveitar os espaços miúdos da estampa pra usar cores diferentes. Como os Bourjois enviados pela marca combinavam entre si, optei por usá-los juntos.


Após transferir a estampa pro carimbo, usando como esmalte para carimbo o ótimo Papyrus, da Mundo de Uñas, esperei a estampa secar no carimbo por um tempinho, preenchi alguns espaços com um pincel fino e os esmaltes Pinachocolada e Pamplemousse, da Bourjois. Novamente, esperei secar. Para transferir a estampa para as unhas, foi só aplicar extra-brilho sobre o Nice Tomette You - usei o Verniz Extra-Brilho da Impala - e, quando estava quase seco, carimbar normalmente, para então selar a estampa com uma nova camada de extra-brilho.



Vermelho é um tom de esmalte que eu acho bem difícil de usar como base em unhas decoradas, porque sempre me lembra natal ou algo gótico. Essa combinação conseguiu fugir destes estereótipos, creio eu...


Este esquema para preencher carimbadas é muito bacana, e fica especialmente lindo com estampas geométricas. Acho que prefiro a coleção Shangri-La num esquema tom-sobre-tom... Mas gosto de testar coisas diferentes, então foi uma mani válida. Novamente, o carimbo da FabUrNails se mostrou muito bacana, porque as linhas das Shangri-La são bem delicadas...


Saudades de carimbadas, preciso fazer mais vezes!


3 comentários:

Cana Black, Ludurana + Bundle Monster S105

15:00 Gi Milanetto 9 Comments

Uma camada de Grey to Meet You, Bourjois + duas camadas de Cana Black, Ludurana, finalizado com Verniz Extra Brilho, Impala.
Esta foi minha primeira tentativa com os magnéticos degradê. Achei o Cana Black o tom mais bonito da coleção - na real, sou meio suspeita, porque gosto bastante de verdes esquisitinhos - mas também achei o esmalte meio ralo, então, pra evitar muitas camadas, optei por usar uma camada de um cinza cremoso, o Grey To Meet You da Bourjois, antes do mag. Nesta esmaltação, também usei o extra-brilho da Impala, o que me fez, após aplicá-lo, magnetizar novamente a combinação, pra garantir o efeito - nesse ponto, no entanto, tive problemas - achei que as marcas das cerdas ficaram muito pronunciadas. Ainda quero testar outros extra-brilhos, creio que conseguirei um efeito melhor...


Pra aproveitar mais um tempinho deste vidrinho e também pra testar o kit de placas + carimbo novo que havia comprado, optei por estampar uns pedaços da placa S105, da coleção Shangri La da Bundle Monster.


Já que ia botar a coisa à prova - tanto o carimbo, da FabUrNails, que Ana e eu constatamos ser o melhor carimbo existente até o momento, quanto as Bundle Monster, que sempre achei uma ótima marca de placas, escolhi a que tinha as linhas mais fininhas e um esmalte para carimbos que já sabia que era excelente, da marca Mundo de Uñas, na cor Light Gold.


E todo mundo passou no teste. Peguei diversos pontos diferentes da placa, utilizando também o raspador da FabUrNails, e mesmo não tendo acertado todos de primeira - dependendo de como se raspa, a estampa pode ficar falhada ou com as linhas muito grossas, então esse equilíbrio no peso da mão também é importante - foi muito tranquilo de fazer essa carimbada.


A cor do carimbo eventualmente se confundia com o efeito do esmalte, como na foto acima, o que deixou a estampa - que já era bem fininha, embora pareça mais grossa nas fotos de pertinho - super delicadinha.

Um problema dos esmaltes para carimbo da Mundo de Uñas, no entanto, é que eles são bem 'plásticos' não encontrei um termo melhor hahaha - se depois de seca a esmaltação, for colada e retirada alguma fita adesiva da unha, a estampa vai embora e o pior é que eu descobri isso porque grudou silver tape numa unha estampada que eu ia usar num casamento hahaha, então o ideal é selar com extra-brilho. Como não estava muito disposta a magnetizar pela quarta vez cada uma das unhas, a mani inteirinha acabou durando menos do que eu gosto que dure...


...Mas ao menos consegui muitas muitas muitas fotos bonitas dessa esmaltação, foi bem difícil escolher as que entrariam...


De qualquer forma, agora que tenho mils esmaltes magnéticos degradê na fila, pretendo usá-los com a infinidade de placas que fui acumulando e também com as Mixtapes, porque dá pra conseguir uns efeitos muito bacanas nessa junção. Espero que tenham gostado da combinação, que já tinha aparecido no meu insta e que ficou linda até fotografada com o celular ;)


9 comentários:

Magnéticos degradê

10:00 Gi Milanetto 4 Comments


Acho que uma das novidades recentes da esmaltosfera são esses vidrinhos que prometem um degradê fácil. Lembro que quando vi pela primeira vez, foi no Insta de alguma moça, e foi algum desses aí de cima, da Ludurana. De cara já deu pra sacar que eram esmaltes magnéticos com um ímã diferente daqueles que formam desenhos e padronagens, e à princípio nem dei muita bola, porque eu já tenho alguns magnéticos e as técnicas pra fazer degradê evoluíram um tanto nesses últimos tempos - desde o uso das esponjas pra maquiagem, o látex pra proteger a cutícula, a utilização de um pincel e do verso de uma placa de aço... 

Mas conforme eu fui vendo mais fotos, a paixão pelos mags foi ressurgindo em mim. Eu pirei no acabamento desde a primeira vez em que o vi no Flickr, nas unhas de alguém que tinha um Essence muito antigo, usado com o ímã de estrela, e uns tempos depois, várias marcas gringas começaram a lançar esmaltes  com esse acabamento - destas, a Layla é minha preferida, embora alguns da Color Club também me arranquem suspiros (e a coleção digníssima de mags da OPI também mereça uma citaçãozinha aqui).


Por aqui, a Ludurana trouxe o acabamento, e mais tarde, a Impala também. A Ludu, apesar de ter tido problemas com a decantação destes vidrinhos e com a própria divulgação, lançou uma das coleções mais únicas que eu já vi - a Aurora Magnetic, com cores que eram ao mesmo tempo multichrome e magnéticas - lamento até hoje não tê-la comprada inteira, mesmo sendo cara pra época.

Não sei o que rola dentro da empresa, porque não tenho contato nenhum com ela, mas o tanto que aquela coleção não foi bem divulgada, mesmo com o baita potencial que tinha, apareceu nesta repaginada dos esmaltes magnéticos, com a premissa do degradê - agora estão vinculados à uma atriz que deve fazer um baita sucesso entre as meninas acho que eu já tô velha pra cair nessa, são mais baratos (mesmo sendo menos bonitos que os Aurora) e a cartela de cores está linda. Para minha alegria, também não estão mais vindo perfumados.

Como talvez eu não tivesse magnéticos o suficiente, achei que seria uma boa ideia comprar essa coleção na Beauty Fair - vou continuar achando se eu não voltar neste blog daqui uns meses reclamando que todos eles decantaram, como aconteceu com outros vidrinhos da marca...

Da esquerda para a direita: Gold Black, Cana Black, Verde Black, Turquesa Black e Blue Black.
Da esquerda para a direita: Cinza Black, Açaí Black, Violeta Black, Red Black e Marrom Black.
 Mas o revival da minha história com mags não começou exatamente com os Ludu, embora eu quisesse - esses mags já estavam à venda um bom tempo antes da feira, assim como algumas outras marcas que pegaram carona na coisa do degradê. Na perfumaria da minha cidade, os Ludu viviam esgotados, mas coincidiu de eu visitá-la no dia no qual chegaram os Hits e Luxor com esse acabamento. Eu, nas minhas faculdades mentais não-alteradas, comprei um de cada pra testar, buscando ainda cores diferentes das que eu já tivesse. Com isso, meus primeiros "mags degradê" foram o Laura é Feliz, da Luxor, e o Escorpião, da Hits.


Aí, já que eu me vi com esse monte de vidrinho em mãos, por que não fazer um post sobre isso, e falar dos ímãs - que são a real diferença entre essa leva de mags e aquela primeira - e das diferenças entre cores e efeitos?


Os Hits vêm nessa caixinha, que conta com o ímã separado da tampa. Desde a primeira leva de mags, é difícil que alguém use o ímã do próprio esmalte com o qual está pintando as unhas, porque esmaltar e virar o pincel exige um certo malabarismo - é mais fácil usar a tampa de outro mag. Provavelmente pensando nisso, e também em diferenciar o próprio produto dos Ludus, cujo ímã encontra-se na ponta da tampinha, a Hits fez essa versão, com o cabinho.


O ímã dos Luxor, assim como os Ludurana, encontra-se também na tampa, e eu não tenho certeza se desmontei o pincel porque sou bruta ou se isso deveria de fato acontecer - o fato é que o ímã encontra-se apenas encaixado entre o pincel e a capa quadrada do pincel, podendo ser utilizado tanto solto quanto na própria tampa. A marca também propagandeia um "exclusivo sistema magnetic control", que evita pontas pretas - todos os Ludu são nomeados como 'alguma-cor' black, então pressuponho que a intenção da marca é se diferenciar do concorrente.

Então bora dar uma olhada tanto no efeito dos ímãs quanto dos esmaltes dessas três marcas sobre as quais estou comentando... Usei como exemplo pra todos o Gold Black, da Ludurana, porque o vidrinho sem nada impresso e as cores dele facilitam a visualização do formato gerado pelo ímã.


O ímã da Hits, acima, ao meu ver é o que gera maior contraste. É necessário usar as duas mãos pra conseguir gerar o efeito - uma delas precisa segurar o ímã, e a outra é a que está sendo pintada. eu sei que isso parece óbvio, mas na foto a seguir dá pra entender esse comentário.


O efeito do ímã da Ludu é o meu preferido, ao meu ver, é o que forma um degradê ideal. Acho necessários dois vidrinhos para obter o efeito com mais facilidade - um com o qual se esmalta, e outro com o qual se magnetiza. A vantagem é que o vidrinho para se magnetizar não precisa necessariamente estar sendo segurado pela outra mão - eu prefiro deixá-lo em pé, apoiado numa mesa, e aproximar a unha recém esmaltada do ímã, até porque, quando tô pintando a esquerda, sou especialista em estragar as unhas da direita ao pegar algo como o ímã separado da Hits.


O ímã da Luxor parece ser o que gera o degradê mais suave de todos. Meu modo preferido de utilizá-lo também seria tendo dois vidrinhos, um pra esmaltar e outro pra magnetizar, mantendo o ímã dentro da tampa e apoiando o frasco numa mesa, em pé, para aproximar as unhas recém esmaltadas deste segundo vidro.

Da esquerda para a direita: Laura é Feliz, Julia é Sonhadora, Camila ama Dançar, Estela é Forte. Mas eu queria mesmo era um chamado Giovana segura o Forninho...

Como pé-na-jaca pouco é bobagem, eu comprei mais três cores de Luxor na feira, que estão na foto acima, e achei legal mostrar o efeito delas, comparando-as às que fossem mais parecidas. Os meus azuis não são parecidos - enquanto o Ludu é um tom marinho, o Luxor se aproxima de um teal, e o Hits é mais esverdeado em comparação aos dois. Fico devendo a foto comparando o Julia com o Violeta, que não são dupes - primeiro é mais claro e ligeiramente mais arroxeado, enquanto o segundo é mais magenta.

Tanto na foto acima quanto nas abaixo, todos estão magnetizados com o ímã da Ludurana.


Aqui estão comparados os dourados Laura é Feliz e Gold Black, e dá pra notar a diferença na composição deles - o primeiro oscila entre um dourado pálido e um dourado intenso, enquanto o segundo, entre um dourado quente e o preto. Enquanto no Ludu o contraste entre os tons é maior, o efeito degradê do Luxor é bem sutil.


Já na comparação entre Camila ama Dançar e Verde Black, é notável que não rola 'pontas pretas' em nenhum deles, e sim variações de tons de verde. No tom, o Camila é mais próximo do Cana Black, mas a transição de cores é bem diferente - o Cana sim vai do sage green ao preto.

Concluímos com este post que
A. a Gi tem magnéticos pro resto desta vida e das próximas;
B. a composição dos esmaltes é diferente de acordo com a marca, então mesmo em cores parecidas, o resultado do degradê varia (e um pouquinho da variação pode ser culpa do ímã, mas majoritariamente, é da marca);
C. com qualquer um destes ímãs em mãos, é bacana usar os mags mais antigos, se você tiver, e ver como fica.

Espero ter ajudado alguém a escolher o efeito preferido! Meus tons preferidos são da Ludurana: o Cana, o Açaí e o Gold. E os de vocês?

4 comentários:

Batons Luxor Matte Effect . amostras

14:00 Gi Milanetto 1 Comments



Ué, blog errado? Não, é o blog de sempre, a Gi que tá meio errada e ficou com vontade de postar batão da Beauty Fair... Depois dos esmaltes, com certeza o batom (matte, de preferência!) é meu item de maquiagem preferido. Não é minha especialidade, então não me julguem hahahaha... Se quiserem uma especialista, só vir aqui babar nos swatches da Bruna... Também achei bacana postar estes porque vi poucas amostras deles na internet, por enquanto.

A Luxor estava lançando, além das linhas de esmalte sobre as quais já comentei, essa de batons matte. Segundo as mocinhas do stand, eles tem uma durabilidade maior, não tem o aspecto tão seco e tem um cheiro gostoso. Por enquanto, eu concordo com a última frase, porque ainda não usei nenhum deles pra valer... Mas comprei dois, que são os que vou postar aqui - o terceiro, esse roxinho chamado Encanto, veio como um dos produtos pra teste que a marca deu pras blogueiras, mas não deu tempo de fotografá-lo quando fiz as amostras ;/

Esse primeiro é o Sedução. É um vermelho rosado, ou um rosa avermelhado bem bonitão e fácil de passar.


O esmalte é uma camadinha do Grey to Meet You da Bourjois, um divo!
Fui comparar com o que eu tinha, e descobri que o tom é muito muito próximo do All Fired Up, da MAC! Esse é um dos meus batons preferidos, aí entendi a minha familiaridade e meu gostar... Só não gosto de comprar dupe - quem gosta, né hahahah... Mas vale pela comparação e pela dica pra todo mundo. Na foto, o Luxor parece mais claro, mas quando comparei não mão, achei muito parecido - o nacional é um teco menos fosco apenas.


Este segundo é o Mistério. Eu quero um bom batom vinho matte há um tempão, e já comprei alguns perseguindo esse objetivo, mas acho que este ainda não foi o "meu" vinho... O Mistério é como o Sapatilha da Dailus, o outro líquido escurão que já usei - difícil de passar e mancha um tanto. Apaguei os lábios antes da foto com corretivo, tudo direitinho, e ainda assim ficou manchadinho numa foto tão próxima quanto essas do post. Na vida real, ele é completamente usável e a cor é bem bonita.



Este já não é dupe de ninguém que eu tenha. O Mistério tem um fundo vermelho, enquanto o Sapatilha tem fundo roxo. O Heroine é roxo mesmo, e o mais pigmentado dos três.


A foto desses na mão ficou melhorzinha, então vai também: o Mistério é o menos matte de todos, provavelmente como a mocinha do stand falou - é isso que deve fazê-los mais confortáveis. Este 07 da Tom Vivo também veio da Beauty Fair, e talvez esse seja o "meu" vinho... Já usei algumas vezes e adorei!


Enfim, é pra que vocês não vejam fotos çedussaum que nem essa aí de baixo, que saiu enquanto eu pensava em como colocar o batom perto dos lábios, que eu não costumo fazer swatch de batom. HAHAHAHA E aí, alguém gosta de batão fosco também, além dos esmaltes? Eu tenho usado bastante especialmente quando não tô disposta a ser confundida com um rapaz hahaha


1 comentários: